SEGURANÇA PÚBLICA NAS FRONTEIRAS DO BRASIL

Autores

  • William Thomas

DOI:

https://doi.org/10.59731/vol1iss3pp167-181

Palavras-chave:

Fronteira Brasil-Paraguai, fronteira Brasil-Uruguai, fronteiras, segurança internacional, defesa nacional

Resumo

A segurança nas fronteiras é uma realidade multifacetada, em que as questões locais estão intimamente relacionadas com as questões nacionais, regionais e internacionais. Portanto, este trabalho resolverá questões de segurança fronteiriça sob a ótica do eixo das relações bilaterais Brasil-Paraguai e Brasil-Uruguai, cujo marco analítico é o debate sobre a composição das novas ameaças na área de fronteira e a forma de cooperação contra essas ameaça. Tendo em vista que todos os países são membros plenos do Mercado Comum do Sul, sua demarcação pode ser analisada para as estratégias nacionais de segurança das fronteiras aplicáveis ao nível regional, e sua importância no contexto político, econômico e estratégico do Cone Sul. Além disso, dada a porosidade das fronteiras do Brasil, a análise de novas ameaças no contexto da integração regional questionou métodos e políticas tradicionais que não consideravam essas novas tendências. Nesse caso, a questão central do documento de orientação é: como a resposta do Brasil aos desafios da segurança das fronteiras afeta a cooperação e a integração com o Paraguai e o Uruguai? O argumento central é que as medidas brasileiras de promoção da segurança fronteiriça refletem os laços cada vez mais estreitos entre a defesa nacional e a segurança pública, o que tem levado o setor a uma cooperação mais estreita, mas esta é afetada pela forte assimetria de recursos e pela existência de segurança entre si. O uso de teorias de relações internacionais, documentos e dados oficiais, combinados com pesquisas de negócios e pesquisas políticas exclusivas sobre segurança de fronteiras, serão usados para apoiar esse argumento e questioná-lo.

Downloads

Publicado

2023-06-16

Como Citar

THOMAS, W. SEGURANÇA PÚBLICA NAS FRONTEIRAS DO BRASIL. Revista (RE)DEFINIÇÕES DAS FRONTEIRAS, [S. l.], v. 1, n. 3, p. 167–181, 2023. DOI: 10.59731/vol1iss3pp167-181. Disponível em: https://journal.idesf.org.br/index.php/redfront/article/view/59. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos