AS FRAGILIDADES DO COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO NAS REGIÕES DE FRONTEIRA

Autores

  • Jakson dos Santos Seolim
  • Sirineu Matinc

DOI:

https://doi.org/10.59731/vol1iss3pp247-259

Palavras-chave:

Lavagem de dinheiro, fronteira, fintechs

Resumo

Lavagem de dinheiro, evasão de divisas, descaminho, regiões de fronteira são palavras que se podem associar, facilmente, ao artigo a seguir. Busca-se entender as possíveis fragilidades no combate à lavagem de dinheiro, em especial do ponto de vista de instituições financeira de fronteiras. Analisa-se a importância do colaborador e um paralelo com as novas operadoras de mercado financeiro, as fintechs. Utiliza-se uma metodologia de pesquisa bibliográfica, análises de cenários e ferramentas de combate, além da atualização com a nova circular do Banco Central (BACEN), em que são explícitos direcionamentos para agências de localização de risco, fronteiras. Ao final, concluímos com a necessidade de uma presença nas regiões de fronteiras, de forma intensa, com tecnologia, com atuação pontual de colaboradores.

Downloads

Publicado

2023-06-16

Como Citar

SEOLIM, J. dos S.; MATINC, S. AS FRAGILIDADES DO COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO NAS REGIÕES DE FRONTEIRA. Revista (RE)DEFINIÇÕES DAS FRONTEIRAS, [S. l.], v. 1, n. 3, p. 247–259, 2023. DOI: 10.59731/vol1iss3pp247-259. Disponível em: https://journal.idesf.org.br/index.php/redfront/article/view/62. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos